Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A voz do silêncio

Nem noite, nem dia.
Nem pele, nem alma.
A vida caminha.
Tortuosas vias
Imagináveis pontes.
E na fronte,
suor respinga.
Asfixia.
Calma!
Tela repleta
Nanquim e tinta
E surge a voz do silêncio
em meio à anarquia.
Não vou contê-la.
Que venha com a verdade, mesmo que doída.
Que venha sussurrada ou gritada e
enlouquecida
Mas que enfim
desperte a ira, sempre tão contida!
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 13/08/2005
Código do texto: T42281

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25389 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:07)
Dora Leal