Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Joguei ao vento...

Joguei ao vento
Tantas fossem possíveis
Lançadas, gritadas, sinalizadas
Até sobre coisas horríveis

Jangadas, naus, papéis
Em preto, branco, cores de pincéis
Tantas foram, como que voltaram
Acalentos, choros, maravilhas

E continuo jogando outras
Harmonias, cantilenas, outras
Entre tantas que apreciaram
Mesmo outras que foram banidas

Mas a palavra é o meu vício,
Desses que se apega do fundo do coração!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 13/08/2005
Código do texto: T42360
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120254 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:23)
Peixão