Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O gato, a gota e a rosa

Na bruma de um canto_santo

Sonoro como a paz de um cego_ego
Arfo branas em redondilhas eternas
Que por mim reverbera

Olhos de planetas oitavas_estavas?
Balizam imaginação cintilante

Que falta me faço,
Se recheio sou de um corpo
Que cala... que fala?

Observador desconhecido
Em patas aveludadas
Ronda meus olhos
Inúteis como o ontem

A canção recorrente
Goteja minha memória
No tom, que afinado,
N´alma felina ronronaria_sem demora

Quem me dera silenciar
Em noite orvalhada
Serena, alimento dos dias vãos
Apenas botão que o valha

Toda vã lucidez
É sonho parco que não desabrocha
Na pétala que finge ser
O ser, que é rosa_sempre foi
Sem o saber,
É sombra de um nada-ser
leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 14/08/2005
Reeditado em 03/02/2014
Código do texto: T42653
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
199 textos (8371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:23)
leandro Soriano