Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pára!

Ah! pára com isto!
Não critica o meu riso solto
e o meu abraço amigo!
Tenho um pouco da seda
por isto é que me acariciam.

Pára! Pára com isto!
Odeio conselhos.
Tudo o que aprendi
veio dos erros, das tentativas e dos acertos.
Sempre serei aprendiz.

Para que me vigiar? Nem de mim mesma, eu sou.
Sou do mundo da lua!
Sou do raio de Sol!
Sou do sorriso do dia
e da flor do girassol!

Desista de me mudar!
Nem eu mesma consigo
Aceita-me assim como sou:
desvairada, distraída, poeta
ou procure outra, pateta!
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 15/08/2005
Código do texto: T42809

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25411 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:20)
Dora Leal