Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

então...


 
recolha meus olhos aflitos
preencha esse espaço com abraços
desperta meu canto já mudo
pouco anda sobrando de mim
 
tenho os olhos na prisão
os passos ao longo do caminho
abraço a horas, bebo a imensidão
então; abra as asas e voe na minha direção
 
aceita a sua eleita, que sem pudores
busca pouso, se verte em muitas cores
tatua seus desejos na pele que lhe anseia,
na boca que sem cessar passeia sons
 
faça soar todos os sinos
acordar toda a praça
prenda-me nos seus desatinos
revira meus conceitos
e publica essa nossa ameaça
de ganhar o mundo de vez
pela alquimia da nossa tez
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 16/08/2005
Código do texto: T42936

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:20)
Angélica Teresa Almstadter