Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor

 
Amor, por ti, eu dou a paz, o leite e o mel
e todas as demais delícias do Jardim!
Por ti, eu queimo os papagaios de papel
que podem permitir o descobrir-me em mim!
 
Por ti, sou o poeta amante, ausente e triste,
por quem tu choras, louca, as lágrimas mais puras!
Sou, dentro de ti mesma, o amor que em ti existe,
que está sempre contigo e tu sempre procuras...
 
Por ti, sou a fraqueza terna do menino,
que só te quer a ti em noites breu de medo
e dorme, em teu regaço, um sono de pureza.
 
Por ti, sou a certeza e a fome do destino,
crescendo sem temer alturas de incerteza,
morrendo sem temer angústias de degredo...
 


Viana do Alentejo * Évora * Portugal
José Augusto de Carvalho
Enviado por José Augusto de Carvalho em 16/08/2005
Código do texto: T43054
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Augusto de Carvalho
Portugal, 79 anos
182 textos (7605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:10)
José Augusto de Carvalho