Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esta ânsia dentro

 
Andam cavalos
à  solta
no meu peito
Andam pássaros à solta
 no meu cérebro
Toda eu corro e me elevo
É meu o horizonte imenso
onde me perco
onde  me encontro
onde não paro..
 
Vai a desfilada o meu pensamento
 
Nos meus olhos de água
Minhas asas de vento
navego
E vou bebendo as ilhas
 que encontro
 
Não quero nevoeiro sob
 o firmamento
Quero o azul-negro nítido
Quero as estrelas todas
Dentro do meu peito
 
Que faço eu neste chão cinzento
Onde nada é meu,
onde não pertenço?!
 
 
 
 
 
 
 
 

Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 13/02/2005
Reeditado em 19/04/2007
Código do texto: T4322
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 64 anos
1238 textos (130523 leituras)
60 áudios (14347 audições)
9 e-livros (5156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:57)
Maria Petronilho

Site do Escritor