Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Só. . .

Só... (sobre a solidão)

A solidão para cada um de nós,
apresenta-se de formas tão diferentes:

Para uns é calma, sossego...
Para outros é desespero.
A chance de correr livre,  nu...
Ou a perda de qualquer chance.

Desta mistura, entre o que a solidão me faz,
e da companhia que só me faz a Poesia...
Eis meu Poema:

Abraços a todos,
Marks
==========================

Só...

Só... Vazio... e triste... e Só.
Dentro do peito,
o aperto de um nó.

Um resto de sentimento,
no fundo de um poço...
...vazio.

Um resto de pensamento,
um resto de esforço...
...tardio:

- O que de bom existe
Se estou só, vazio e triste?

Procuro contudo, um motivo,
Para me sentir melhor.
Apesar de tudo estou vivo!
-Será isto a "Verdade Maior?"

Ser... Viver... Existir.
Se estou vivo , logo existo.
...Mas o que sou aqui ?

No fundo da alma a tristeza,
Por sentir-me vazio... e só.
Como consolo, a única certeza:
De ter sido, algo mais que pó.

*         *         *
©Marks 2005

"...Porquanto és pó, e em pó te tornarás"
(Gênesis 3:19 - trecho)
Marcelo Marques
Enviado por Marcelo Marques em 18/08/2005
Reeditado em 19/08/2005
Código do texto: T43481
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Marques
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
37 textos (1122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:30)
Marcelo Marques