Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CINDERELA.

Admirei tuas virtudes,
que são muitas,
notei teus defeitos,
que são muitos.

Mas os amigos aceitam-se
com virtudes e defeitos.
Como amiga te sentia,
como pessoa te queria.

Um dia, mulher,
te notei.
Uma tarde, homem,
me notaste.

Mas,
estrelas chinesas
estão certas:
O teu Cão nunca poderá
amar o meu Dragão.

E vice-versa.

POA-041201
*******
Gabriel Solís
Enviado por Gabriel Solís em 19/08/2005
Reeditado em 20/08/2009
Código do texto: T43634
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel Solís
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
91 textos (7138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:00)
Gabriel Solís