Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AJUDA-ME A GUARDAR AS HERAS

José António Gonçalves

cuida-me das heras enquanto batem
as badaladas das igrejas chamando os fiéis
às prestações das suas contas
com Deus e a consciência

não adormeças contemplando a parede
nem permitas o salto aos gatos ignorantes
nem a visita destruidora dos pássaros sábios
nem a passagem das lagartas
disfarçadas de pavões

estarei longe viajando pela mente em cósmica
aventura debruçado sobre as páginas dos poetas
malditos carentes de amor e de sol fechados
nas arcas poeirentas do tempo e do medo

aconchega-te a mim e vigia as heras
porque estou em longínquas paragens
nadando nas profundezas dos versos antigos
nos limbos dos versos novos
enfrentando as feras os povos os amigos
todos os que me acompanham nas viagens
em mil caracteres de codificado segredo

não te canses peço-te
de me guardar as heras
 
eu pago-te com a memória da poesia
ainda por escrever
nos índices de Poe do Herberto ou Verlaine
de Rimbaud e Pessoa e talvez  Whitman
se acaso a souberes ler nos dedos do vento
aí por qualquer dia.

José António Gonçalves
(2.6.04)
 

JAG
Enviado por JAG em 19/08/2005
Código do texto: T43718
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAG
Portugal, 62 anos
117 textos (41779 leituras)
4 áudios (187 audições)
1 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:36)
JAG