CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

GEMIDOS DA MADRUGADA!

Frio entre as almofadas,
ânsia mantém-se acordada,
desejo, cresce na madrugada,
o vazio, explora o agora,
arrepios, que o corpo devora,
onde estas meu amor!?
pergunto ao meu silêncio interior!
meu corpo começa a exacerbar,
o desejo não consegue calar,
os gemidos põe-se a miar,
e o cérebro não consegue se segurar,
põe-se a masturbar,
neurónios, entram em preliminares,
geme a vontades dos ares,
silêncio e o vazio,
agitando os mares
da faixa da aurora,
o que faço agora!??
saciar, ou cair fora!??
onde estas nessa hora!?
não sinto o teu cheiro cioso!?
ai se o tempo fosse miraculoso!?
não me maltratava nesse momento
silencioso,
não me deixam gemer na ilusão,
quebrava, esse momento de excitação!
deixava-me distante dessa tesão,
desse querer sem definição,
tirava-me dessa aflição...
acaba, com esses gemidos...!

14/07/2013
Daniel Miguelavez ou Merlin Magiko
Enviado por Daniel Miguelavez ou Merlin Magiko em 14/07/2013
Reeditado em 14/07/2013
Código do texto: T4386201
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Daniel Miguelavez ou Merlin Magiko
Angola
912 textos (18478 leituras)
6 áudios (300 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/14 07:18)