Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0044 - Compossível



Sou como os versos que nascem da solidão,
a nudez do dia que passou sem amar,
a despedida do desconhecido,
o homem igual que segue um outro caminho.

Sou seu querer até o pedaço dos desejos,
o coração que sem dono ficou só,
o espaço vazio que tem partes divididas,
estou vacilando entre almas, minha e sua.

Você é o caminho que demarquei em meu sonho,
o erro que ficou escrito nos dias,
o corpo igual e diferente,
amei, mesmo o nosso compossível amor.

Alguns carinhos ficaram tatuados nas mãos,
os gritos não foram ouvidos na alma;
de mãos dadas seguimos por duas ruas,
cada um, junto e longe do destino final.

Existem erros e acertos entre nós amantes,
cantamos amor, saboreamos das paixões,
somos a mistura da essência e a solidão,
seremos possíveis, um dia... possível amor.

09/11/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 14/02/2005
Código do texto: T4414
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116060 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 22:43)
Caio Lucas