Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJOS

DESEJOS
J.B.Xavier

Queres-me muito, dizes...
Então por que não me cobres de afetos?
Por que não me desdobras em meus muitos eus,
Por que não me revelas, e não arrancas de mim
Brilhos capazes de ofuscar estrelas?

Desejas-me muito,dizes...
Então por que esse silêncio contido,
esse, recolhimento,
Essa contida euforia quando me encontras?
Por que não colhes as flores
celestiais dos meus sonhos,
E forra com elas o leito, para me receberes?

E me amas muito, dizes...
Mas como alcançar-te
no distante país em que habitas?
Como sentir o pulsar de tuas veias,
Se não posso sentir teu corpo colado ao meu?
Como te ver,
se tem manténs entre as brumas do tempo,
Se guardas sempre
essa distância entre nós dois?
E por que deixas tanta vida para depois?

Como sorrir para teus braços inertes,
Se tua boca ainda não sentiu
As doces essências que recendem de minha pele,
Se teu olhar ainda sequer viu,
O azul do céu refletido em meu olhar?

Eu sim, te quero muito!
Quero-te com a urgência dos condenados!
Quero-te como a água,
Enquanto caminho nesse árido
deserto de tua ausência!

Eu sim, te desejo muito!
Desejo-te como anseia a vida o moribundo,
Desejo-te como o ar, que me falta, nesse aflição,
Nesse gotejar de querências, que me inflama sempre que te vejo!

Desejo-te como só os amantes podem
desejar um beijo...
Desejo-te com alma devastada pelas labaredas
Desse incontido ardor,
Desejo-te com a força só possível a um grande amor...!

* * *
Conheça o livro de contos  "Caminhos" - de J.B. Xavier
http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=225727&ST=SE

JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 15/02/2005
Código do texto: T4447
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
JB Xavier
São Paulo - São Paulo - Brasil
1049 textos (179044 leituras)
50 áudios (18290 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:48)
JB Xavier

Site do Escritor