Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É tão estranho e sem sentido

É tão estranho, tão sem sentido;
Que o amor que outrora reinava
Sobre o coração, que docemente desabrochava;
Agora seja parte do passado, esquecido...

Como pode o amor ser tão intenso,
Ser dono de nossos pensamentos,
E depois ir embora com os ventos
Do esquecimento, tão rápido quanto dura um incenso?

Amor que ferve em saborosas
Chamas de desejos tão ardentes,
Depois esfria; e as chamas quentes
Se apagam, restando cinzas e brasas...

Talvez porque hoje em dia
Já não exista mais o amor verdadeiro;
Daquele que nos domina por inteiro
E enfeitiça nossa alma com magia...

Mas por que o amor se transforma
Através dos tempos como mutante,
E em nossa época está tão irrelevante
Aos olhos do coração, de tal forma?

Pudera eu estar nos áureos tempos
Onde o amor era a filosofia de vida
Onde o coração da amada tão querida
Era a eterna luz a mover nossos pensamentos...

Mas o mundo se transforma de tal maneira
Que até os corações mais apaixonados
São tão fiéis quanto soldados
Que abandonam a Pátria por sexo e bebedeira!

Talvez seja besteira escrever esses versos
Destroçando o amor em amargas rimas;
O amor existe, amo até minhas primas
Com desejos e sentimentos na heresia imersos...

Amo de coração também aquela menina,
É uma doce criança a minha namorada,
Amo também, às escondidas, a minha cunhada
Tanto quanto qualquer uma que eu venha a conhecer numa esquina...
Solfieri Jr
Enviado por Solfieri Jr em 23/08/2005
Código do texto: T44649
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Solfieri Jr
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
34 textos (5523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:29)
Solfieri Jr