Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO MENOR DESCUIDO, RETORNA


Ainda que buscasse contê-la,
a palavra me brota
feito água de nascente,
que à revelia rasga a pedra,
molha o chão,
rega a semente.
Ainda que buscasse detê-la,
feito rio ela contorna
cascalhos, morros, planícies,
e reinventado se entorna
no oceano sem limites.
Ainda que eu quisesse,
que eu buscasse e tentasse,
não poderia contê-la.
A palavra é sua própria dona,
sutil, ela vem à tona,
deságua de dentro de mim,
sem preocupar-se com a forma.
É como o rio que me brota,
nascido das mãos do meu homem,
vem forte, incontível, vem morna.
Ainda que tentasse,
ainda que conseguisse,
como o rio entre minhas pernas,
ao menor descuido, retorna.


Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 24/08/2005
Reeditado em 24/08/2005
Código do texto: T44715

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154021 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:18)
Débora Denadai