Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

privado pecado


eu te perdôo a mentira discreta
a fala dengosa quando me nega
os beijos apressados
os desejos emprestados

eu te perdôo a omissão suspeita
o prazer silencioso
a voz embargada, o desejo exposto
e minha ridícula boca aberta

eu me perdôo o prazer constante
as mãos inquietas
o bamboleio incessante
no rodopio das pernas

eu te perdôo o riso escrachado
o verbo desatinado
meu estar em privado pecado
a íris avessa engolindo na boca
roucamente confessa
a alegria de amar exagerado

eu não me perdôo a areia fina
escoada ao longo dos ponteiros
sem procelas e sem rimas
a chama sem pavio
encoberta por tantos janeiros
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 24/08/2005
Código do texto: T44745

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55636 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:18)
Angélica Teresa Almstadter