Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0060 - Estou indo embora



Pare tudo, feche a boca, emagreça,
jogue fora o cigarro, minha foto, todas até,
se não me quer, tanto faz,
na segunda lhe deixo, estou indo embora.

Também sei jurar, até não falar de amor,
vou, mesmo que a saudade me devore,
deixei tudo seu em cima da cama,
as letras, apaguei-as do papel, já que não é poeta.

Na terça vou deletar seus e-mails,
apagar meu hd, passar o antiamor,
um programa novo que tira você de mim,
depois vou ligar para o delivery e pedir tudo.

Que se dane seu regime, os prozacs e lexotans,
vou dar risada, reencontrar os amigos,
vou beijar outras bocas, não quero me lembrar de você...
Sabe? Até já lhe esqueci e nem é segunda-feira!

Sábado vou sair à caça, tomar todas,
talvez nem vá trabalhar na segunda,
sei que posso inspirar uma nova paixão.
Ah... Seu cabelo? Não muda, está bonito assim...

Não tenho porquê procurar outro amor,
deixemos as mentiras, não vivo sem você,
não estamos indo, somos mesmos tolos...
temos um depois, confesso, nunca parei de lhe amar.

24/11/2004
 

 
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 15/02/2005
Código do texto: T4476
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116052 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 14:25)
Caio Lucas