Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vingança

Rosa Pena


Ontem
foi só euforia
teve festa,
dança.
No copo
as marcas do meu batom
do bolero,
nossos passos no chão.
Minha roupa
ainda perfumada
cheiro de homem
tudo que assanha.

Hoje!

Navego sem mapa.
Vontade do pranto.
Sofá perdido no canto.
CDs sem capa
na mesa restos da lasagna
garrafas vazias
suspiro -Ai, ai!
Agora uma pergunta válida.
- Qual é a tua cara pálida?
Antes da resposta
a massa era Sadia
o vinho do Paraguai.
Dá a maior azia!

2005
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 15/02/2005
Reeditado em 31/10/2008
Código do texto: T4490
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1416051 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:44)
Rosa Pena

Site do Escritor