Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Distante do porto



Do lado que me rodeias
teus olhos não me abandonam
Flutuam em minhas nuvens
Balão de ensaio a me enganar

Só o mar me aconselha:
resguarda-te da maré!
Quando volta tua imagem
me abduz o quebra-mar

Do silêncio
restou chio de espuma
desfazendo-se no eco
das ondas priscas

Uma canção subsiste
à tua lembrança:
a dor do nascimento
de minha nova manhã
leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 26/08/2005
Código do texto: T45409
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
199 textos (8364 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:41)
leandro Soriano