Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assassinato

Um segundo de vantagem
E matei a minha imagem
Refletida nesse espelho,
Que agora está vermelho.
 
Adiantei-me ao meu reflexo!
Tu dirás: mas que sem nexo...
Eu direi que me livrei
Do reflexo que ganhei:

Fiz que ia me jogar
Da janela para o mar,
No momento eu exitei
E pro espelho então olhei:

Meu reflexo não parou
Da janela se jogou
E no mar foi encontrar
O seu derradeiro lar.

Como é grande a liberdade
De olhar na claridade
O espelho e não ver nada
Dessa imagem que existia
Mas que foi assassinada.



Bruno Philippsen
Enviado por Bruno Philippsen em 27/08/2005
Código do texto: T45572

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Bruno Philippsen. E-mail: bruno_ph2@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Philippsen
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
82 textos (5083 leituras)
2 áudios (67 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:19)
Bruno Philippsen