Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O fruto do Furto

É sempre nessa lua o mesmo brilho
É sempre nessa orquestra o mesmo som
É sempre nessa mãe o mesmo filho
É sempre nesse artista o mesmo dom

É sempre nessa cor a mesma tinta
É sempre nessa fala a mesma voz
É sempre nessa moça a mesma pinta
É sempre nessa corda os mesmos nós

É  sempre nessa noite a mesma lua
É sempre nessa chuva a mesma enchente
É sempre nessa estrada a mesma rua
É sempre nessa fronte a mesma frente

É sempre nesse arbusto o mesmo fruto
É sempre nessa prenhe o mesmo enjôo
É sempre nesse morto o mesmo luto
É sempre nessa ave o mesmo vôo

É sempre nesse filme o mesmo ator
É sempre nesse verso a mesma rima
É sempre nessa chaga a mesma dor
É sempre nesse frio o mesmo clima

É sempre nessa massa o mesmo pão
É sempre nessa alma o mesmo corpo
É sempre nesse solo o mesmo chão
É sempre nessa esquife o mesmo morto

É sempre nessa falta a mesma ausência
É sempre nessa foto a mesma imagem
É sempre nesse odor a mesma essência
É sempre nesse campo a mesma aragem

É sempre nesse fogo o mesmo quente
É sempre nessa mão os mesmos dedos
É sempre nessa urbe a mesma gente
É sempre nesse assombro o mesmo medo

É sempre nesse preto o mesmo escuro
É sempre nesse "yes" o mesmo sim
É sempre nesse marco o mesmo muro
É sempre nesse "The End" o mesmo fim.





Poema sobre um poema de Carlos Drummond de Andrade.
Bhall Marcos
Enviado por Bhall Marcos em 27/08/2005
Código do texto: T45642
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bhall Marcos
Londrina - Paraná - Brasil, 48 anos
418 textos (28840 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:40)
Bhall Marcos