Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANÇÃO DE DIVÓRCIO DE OSCAR WILDE



Todas manhãs
a mesma mulher
a mesma cara lavada
Todos os dias
a mesma rotina
o corpo navegando
a rota traçada
o corpo navegando
águas tranqüilas

Todas as noites
a mesma mulher
deitada na cama
o corpo exposto
o corpo descomposto
o corpo parecendo
insossa carne
de carneiro fria

Todas as noites
essa acedia
- O jantar
é servido

Talis Andrade
Enviado por Talis Andrade em 17/02/2005
Código do texto: T4582
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Talis Andrade
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
42 textos (3986 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:57)