Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vermelho e quente
Minhas palavras terão hoje
o peso de uma corrente,
o gosto amargo do fel,
o grito rouco de um louco,
o desespero de um condenado,
a náusea que turva a vista,
o mofo dos porões umedecidos.
Minhas palavras serão hoje
faca afiada de dois gumes,
estalactites pontiagudos
para furar sua alma ingrata
e jorrar seu vermelho e
quente sangue, sobre
meus brancos e frios
versos.
Alaide Santos
Enviado por Alaide Santos em 29/08/2005
Código do texto: T46009
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alaide Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil
58 textos (5148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:36)
Alaide Santos