Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balada etílica

Balada etílica

O medo inspira o perigo
A garrafa e meu tumulo
Trancado e sem abrigo
A  noite não tem rumo

E na verdade desta seita
Prende o corpo no invisível
Trafega a morte na espreita
O olho vê o indescritível

Saltando de dor em dor
Viciado feito enxurrada
O vôo de um condor
Com os pés numa calçada

 Pelas guias de cimento
Num único firmamento
Segue o canto a guiar

Dias ébrios indecisos
Se é choro ou sorriso
Se amanhã irá voltar






Camper
Enviado por Camper em 30/08/2005
Reeditado em 13/05/2011
Código do texto: T46285
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Camper
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
70 textos (1949 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:24)
Camper