CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

CHAMA

CHAMA

Um céu de azul profundo
Uma brisa que passa
Flores de acácia que voam
Amarelando o chão mais a frente
Visões do velho ano
Começo de novo
Um repetir mutante
Mas nada será como antes
Os bons dias serão outros
Em palcos noutros
As faces não serão as mesmas
Nem as palavras e costumes
Tudo de diferente desigualdade
Fruto da vida
Que muda o panorama
A medida do abrandamento
Da velha chama
Arjofe
Enviado por Arjofe em 29/12/2013
Código do texto: T4629146
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Arjofe
Taubaté - São Paulo - Brasil, 64 anos
1996 textos (39370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/14 20:30)