Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA A QUATRO MÃOS



Nem sempre é tão fácil começar um poema
Falta a inspiração, um tema...
Temos que buscar a rima, o verso e prosa
Que missão mais dolorosa, diz o homem comum
no poeta, a letra brota na facilidade da emoção
ao escrever um poema, pergunta o homem comum:
_ Qual seria então, o objetivo de atingir lugar algum?
Neste questionamento rígido,impera uma verdade,
Que cala ante o não trovador...
Só pode o poeta lançar seu verso se sentir dor?
Seria a dor do poeta, devaneio lírico ou dor de amor?
Aos não poetas não cabem as sandices de quem do verso
Faz a vida...porque não há corte mais doído
Que a dor de amor não correspondido...
Ao mais comum dos homens, temeroso e aturdido,
Por vezes parece a poesia, doce encanto ou gemido
Nesta luta profunda de entendimento, entre a poetisa
E o homem comum, do que é a poesia...
Sendo rima, verso e prosa, pescadora de ilusões
Que missão mais majestosa, um poema a quatro mãos!

Denise Severgnini
Márcio Prass(Marido)
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 30/08/2005
Código do texto: T46325

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916690 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:43)
Denise Severgnini