Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Visão Noturna

Nos braços das horas
desmaia o dia!
O sol fecha as asas
Reza o terço da agonia
A noite tange a  hipérbole tristeza
A alma violácea
chora ao relento
A mão teima em
tecer sonhos impossíveis
A vida aborta a dor
Da madrugada nua
brotam óvulos fecundados
de pólens de amor
As retinas cegas sorriem
Emocionadas choram
Excitadas imploram
o beijo grávido da euforia
O coração brinca com
embrião da alegria
para não morrer
afogado na letargia
do ser em  pávida agonia!
20/03/2005



Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 30/08/2005
Código do texto: T46341
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:21)
Zena Maciel