Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Simples Segredo

De olhos vendados
De mãos atadas
Não posso ver
Mas posso sentir
Sua respiração ofegante
Incessante
Quer me matar?
Quer me torturar?
Começo a falar
Começo a gritar
Tapou minha boca
E meus ouvidos
Mas ainda assim duvido
Do que possa fazer
Quer se mostrar forte
É capaz que faça um corte
No meu braço só pra ver meu sangue
E ver meu desespero
Não sei o que te fiz
E se fiz já esqueci
Só pode ser uma pessoa rancorosa
Ou até invejosa
Mas não vai conseguir
Dar um tiro vindo desse revólver
Que você esfrega na minha cara
Matar não adianta nada, não é assim que se resolve
Um conflito, uma discussão mais séria
Basta uma conversa
Cara a cara
Boca a boca.
Por isso deveria tirar
Essa fita da minha boca
Isso! Assim mesmo, bem devagar
Agora assim podemos conversar
De repente: um beijo!
Por enquanto ainda não vejo
Mas sinto uma boca de mulher
Que me tira a venda dos olhos
E a vejo ajoelhada no chão
Pedindo perdão
Disse que tinha feito aquilo com medo
Da minha reação ao saber de seu segredo
Mas ela num ato de loucura
Pegou o revólver e se matou
E o segredo não contou

26/03/2005
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 31/08/2005
Código do texto: T46553
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1432 textos (42634 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:56)
Miguel Rodrigues