Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORMÔNIOS

Quando ouço tua voz

meus hormônios, parecem

gritarem por nós,

agitam-se, florescem,

desabrocham na pele, sedentos,

o sangue em ebulição,

e o desejo antes indolente, ocioso,

reativa-se na corrente, furioso

em aflitiva aflição,

desesperado,

desnorteado,

diante desta suave fala,

agora nada se contém,

o corpo não cala,

ninguém o detém,

e quando tua voz perpassa

pelos meus sentidos, perco a noção,

e assim, lépido, ágil,

o timbre vibra, golpeia com graça,

não ouve meu reclamo,

esboroa-se minha defesa, já frágil

quando ouço baixinho:


"meu amor, te amo ..."


Andrade Jorge
(direitos autorais registrados)

ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 01/09/2005
Código do texto: T46714

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90007 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:11)
ANDRADE JORGE