Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0064 - Entrega de amor



Como ter duas vidas no mesmo corpo?
Enquanto te amo, me desprezo por amar,
te quero no silêncio interno dos sentimentos,
para começar a sonhar fui até ao infinito.

Até nunca, quando voltar, te amo,
não direi das andanças dos nossos corpos,
apenas silêncio, saberá assim do amor
e como te amo.

Minhas mãos vão caminhando como que sonhassem,
em nome do amor faz destino incerto,
meus dedos são chaves buscando segredos,
importa a paixão, não depois, agora que te amo.

Para te amar, dar-te-ei minhas vidas,
uma e outra, todas ainda que trouxer no futuro,
dá-me teus lábios, nele o sabor,
saberei assim da entrega do teu amor.

04/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4682
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:07)
Caio Lucas