Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0067 - Reflexão do amor



Poderia falar de amor, de muito amor,
antes, quero dizer da minha guerra,
sem vencedor,
somos perdedores se os carinhos já não existem.

Socorra minha alma, coloque-a junto a sua,
somente eu sei o que estou perdendo,
talvez não tenha sentido, estou indo,
logo não mais vamos ser um, seremos saudades.

Outras vezes, quantas vezes implorei,
já não sei pedir, nem agora, nem nunca mais,
se tem amor, nós dois ganhamos,
quando voltar a sonhar, sonharei junto.

Leia o que está escrito na minha alma,
pode e sabe como, está aí em você,
deixo o campo de batalha, quero a paz,
mesmo sem carinho, sem corpo, estou indo.

Não é mais amiga, nem mesmo inimiga,
somos apenas dois bobos solitários que matam o amor,
um sagrado pecado que nos fará arrepender,
deixe que chovam lágrimas, que o sol seque as feridas.

Amo, assim como nunca jamais saberá,
um de nós perdeu mais, fui eu,
guardo aqui seu amor, meu amor que é seu,
até falar de amor, espero, espero amor, meu amor.

05/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4685
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116070 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 10:28)
Caio Lucas