Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0068 - O poeta



O poeta usa as palavras como sua alma,
faz das rimas sua melodia,
cata as letras, uma a uma,
coleciona nos sentimentos e cola no coração.

O poeta inventa palavras, rebeldias,
não tem medo de guerras, de bombas,
ele invade as trincheiras dos sentidos,
cava, atira, faz no papel desenhos de sonhos.

O poeta e a palavra são como irmãos,
misturam-se em carícias e mimos,
envolvem-se numa batalha com vencedor,
malvados, derrotam a solidão, fica o amor.

O poeta tem letras que correm pelo corpo,
faz céus de um beijo, agasalho de um abraço,
portas d'alma de seus olhos,
frases, muitas frases rebuscadas de seu amor.

O poeta também morre todos os dias,
a cada poema que vai ao vento,
pela mulher que idealizou com papel e tinta,
por um amor solitário que fica perdido no peito.

O poeta é eterno, enquanto escreve...

05/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4686
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:08)
Caio Lucas