Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0072 - Noite



Acompanhe-me nesta noite, só mais uma,
posso estar errado, hoje preciso,
nem ao menos abismos consigo encontrar,
as ausências estão me castigando,
volte, como antes, o amor está frio.

A tarde está indo embora rápido,
não deixe minha noite sem lua, sem luz,
não quero pedir nada, só que fique,
podemos esquecer alguns carinhos, não o beijo,
nossos corpos gostam de gostos, todos eles.

Quero o silêncio dos toques, os sentidos,
o molhar de sua pele, o molhar de tudo mais,
me deixa louco este seu jeito de esconder,
sinto-a no abraço, no cruzar de pernas,
não precisa estar nua, sei quando me deseja.

Não diga ''te amo'', se não quiser,
eu falo por nós, por seus olhos pedintes,
pelo pouco espaço que separa os corpos,
faz assim, basta trazer a paixão,
eu misturo tudo e faço amor.

Venha se tiver vontade, só assim,
podemos inventar novos sonhares,
esquecer ou continuar os antigos,
quero me perder, como antes,
se nada me pertence, sou seu, noite toda.

Não quero mais amar separado,
até a saudade é gostosa, quando tem você,
a noite chegou, ainda estou só,
as luzes estão apagadas dentro de mim,
estamos nus, mais uma noite, nus de amor.

06/12/2004



Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4691
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116052 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/16 23:01)
Caio Lucas