Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0074 - Sereia



Existe tudo de fêmea nesta sereia,
o mar eu levo, faremos ondas nos lençóis,
o sabor deixa por minha conta, sugue um pouco,
não... meus dedos, sinta o gosto do chantily,
deixa de ser louca ou melhor fique mais!

Agora a música faz ritmo com nossos corpos,
posso dizer agora, vem mais por cima,
estranho, mas preciso confessar outra vez,
se existe mais de um, estou perto de todos os céus,
me enlouqueço a cada instante com você.

Guarde um pouco de nós para depois,
temos que parar, não agora, depois,
quero meu ritmo como seu cio,
ainda não me perdi como quero,
solte-me, depois, prenda-me dentro de você.

Na verdade não sei o que quero,
faça o que quiser, espero na saída do seu prazer,
ainda não ouço gemidos,
estamos discretos demais,
falta despentear seus cabelos, o resto, já tudo...

07/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4693
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116066 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 12:16)
Caio Lucas