Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0078 - Meus pedaços



Fui ferido, até que encontrastes meu pedaços,
me destes fome de paixão,
minha vida foi a margem de outro corpo.
Tu me bastasse se foras amor.

Alguns sentimentos são como vento viajante,
emigram de corpo a corpo,
engolem almas, até que cuspam paixão,
ao coração, apenas ecos...

Não te quero ausente/presente,
tudo tem que ter corpo e o gosto juntos,
posso crer na palavra se vejo a boca,
creio no amar se existe a paixão.

Tenho que gostar na mesma proporção,
me amastes como queria,
hoje não ficarei triste, outra noite, não,
o amor não está indo para meu passado.

Estranho perfume tem as lembranças,
espreitam os desejos,
fazem reviverem toques, noites, manhãs,
é como uma estranha música que aparece, saudade...

Quando, se voltar, desnudo teu peito,
faço os braços rodearem até alcançarem as mãos,
ajeito algumas palavras na boca,
para sussurrar somente palavras de amor.

08/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 18/02/2005
Código do texto: T4697
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116238 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:43)
Caio Lucas