Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ordenamento!? Na minha aldeia não há nada disso

Vi na televisão uma coisa estranha
Nas cidades parece que há uma coisa chamada ordenamento
Ouço e penso por um momento... ordenamento?!
Parece que é ordenamento de território
A isto só posso chamar perda de tempo

Na minha aldeia nunca houve nada disso

Aqui o trânsito não é ordenado
Eu vou para onde vai o meu gado
Não há condicionamento de estradas e pontes
Só às vezes uma árvore caida lá para cima nos montes
Nem nunca vi aqui filas de espera
Só se fosse para ver chegar as andorinhas na Primavera
E os prédios...!?
Há sitios que se pode outros que não se pode...fazer
Acho que não entendo nem nunca vou entender
Porque aqui na minha aldeia quem ordena os sítios onde nascem ás arvores é o vento
Que espalha as sementes ao relento
E não se perde nesses contratempos
Digo outra vez que acho isso uma perda de tempo

Só faltava agora também
Chegar aqui alguém
E dizer-me com desdém
Desculpe ordeno que por aqui não passa ninguém
Desculpe está a falar para quem?
Ui!Que pesadelo
Cruzes, Amén!
Zezeca Pinpin
Enviado por Zezeca Pinpin em 02/09/2005
Reeditado em 02/09/2005
Código do texto: T47029
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zezeca Pinpin
Portugal, 38 anos
29 textos (1607 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:21)