Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Sutil

Hoje acordei com o poema na mente
Mas não quero banalizar
Não quero falar do que se sente
Não quero tudo estragar

Busco o ritmo certo
A palavra a tanto contida
Que me faça sentir o hálito perto
Desta coisa agora chamada de vida

Mais uma vez prometi a mim mesmo
Que a estrada que vou seguir
Não será decidida a esmo

Quero a leveza do toque dos lábios
Tornando este dia uma maçã
Prestes a ser mordida pelo calor da manhã.
Lyma
Enviado por Lyma em 03/09/2005
Reeditado em 05/09/2005
Código do texto: T47257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lyma
Salvador - Bahia - Brasil, 39 anos
58 textos (3102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:40)
Lyma