Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0099 - Vôo contigo



Destituirei do amor,
sem perguntas,
regressei dos incertos,
o que quase nos destruiu acabou.

Farei um caminho reto como espada,
se tiver uma, um dia, de ouro,
para guardar na bainha outras, todas juntas,
não te deixarei sombra, és hoje meu recanto.

Tens, tenho o amor que compreendes,
quero a ti toda e todo ele,
começamos por dentro,
até a claridade se mostrar.

Que teus sentimentos abram as portas,
soltem os fantasmas,
golpeiem a solidão como um carrasco,
antes, abre a janela até chegar meu calor.

Poderíamos ver nossas almas no escuro do quarto,
um e outro abandonado ao nada,
não podes sozinha, não, posso só,
quando buscares meus olhos, falarás de amor.

Deixe que voe contigo,
serei teu passageiro mais ilustre,
bateremos asas, juntos seremos fortes,
não temas nenhuma altura, vamos ao amor.

17/12/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 19/02/2005
Código do texto: T4736
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116238 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:41)
Caio Lucas