Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACERTO/DESACERTO






Serás Iansã transmudada em suave vento,
Ou quem sabe, até,  Calíope,  a prima Musa?
Ah! tormento sim, do bardo em desalento,
qual Alfeus na busca eterna de Aretusa!


És o bem a refletir néctar dos Deuses,
e espelharás imenso amor como Afrodite!
Hás de abrir tu!alma à vida muitas vezes,
porque te enganas se pensas ser Lilith!


Serás a liberdade que tu queres e que eu senti.
A Têmis  já renascida em teus desejos!
Teu credo um súplice olhar cravado em ti,
e um novo pacto  selado com mil beijos!


Espia ao longe o horizonte e a dimensão...
Sonda o luar,  dos amantes confidente...
Verás que a dor é só  luz  num coração
Que quer somente o teu  abraço e um beijo ardente!


Ao poema Desacerto de Sandra Ravanini
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 05/09/2005
Código do texto: T47896

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66314 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:09)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor