Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Livros"

Livros
 
Estante cheia de livros
De livros em profusão
Uns encapados e grossos
Outros finos, com rasgão
Em cores ou descorados
Muitos assim alinhados
Nem se dão conta, são e estão...
 
Tem brochuras e encadernados
Tem novos e tem usados
Mas todos são pra se ler
Todos esperam pra ver
Se vão ser escolhidos
Se  não vão ficar esquecidos
Esmeram-se só pra saber
Esperam acontecer...
 
Predizem muitos futuros
Falam todos do passado
Quero tê-los sempre juntos
Porque estando ali agrupados
Guardam assuntos imaginados
Pensando que se amontoados
Falam  de tudo, pobres coitados...
 
Se todos falam de amor
Se todos dizendo o que for
Não contam toda a verdade
Uns troçam todas as paixões
Outros gargalham emoções
Revelando o que é segredo
Intrigando os corações...
 
Uns são sérios, austeros
Não falam do amor-poesia
Não brincam com fantasia
Ficam só na filosofia
Nos rigores do dia a dia
São livros fora de moda
São canais sem sintonia...
 
Uns de amor, ternamente
Cutucam ânsias  nas mentes
E nas estradinhas do afeto
Dizem tudo, falam e mentem
Mostram em beijos e dizem
Palavras, paixões e amores
Em sabores multicores...
 
Se têm gravuras à vontade
Brincam de só dizer a realidade
Dizem não à sinceridade
Escondem toda a verdade
Alinhavam  frases soltas
Sublinham as que lhes convém
São livros sem conteúdo
Não recomendo a ninguém...
 
Ah! Que ingrata memória
Das folhas amareladas
Dos carinhos ultrapassados
De fatos que se esgotaram
Nas nuvens da ilusão
São cacos assim largados
Nas poeiras da paixão...
 
Quero cultivar muitos livros
Semear querelas antigas
Mostrar que pra uns um dia
De manuseios frementes
Que em dúvidas e ávidamente
Quiseram conhecer amanhãs
Em busca de verdades vãs...
 
Cercada assim desses tomos
Que são completos conselhos
Que estão repletos de ditos
Mas só não especificam
E  todos metem bedelhos
Naquilo que não justificam
O que não sabem, só ficam...
 
Prefiro os de capas comuns
Aqueles que são folhetins
Mas que encaram de verdade
O amor que com sinceridade
Estremece os corações
Falando só em paixões
De ternura, afetos, sensações
Loucuras e emoções...
 
Myriam Peres


Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 06/09/2005
Código do texto: T47978
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 86 anos
473 textos (54615 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:02)
Myriam Peres