Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FARTURAS & DELÍCIAS!

Me calo na fome, forte apreço
Das carnes que me saciam
Apreço dos tempos vindouros
Tempo de demora, espera úmida
Única que se porta em beijos
Na cálida manhã de um domingo
Afagos virtuais tentam me bastar
Mas engulo a solidão silente
Dos olhos a lamber com a testa
Me intrigo no silêncio, fome em apreço
Tantas vem da carne depauperada
Ácidas visões que interpolam
Garganta seca no devasso mar
Imagens largadas na lasciva noite
Espremem o coração sem rumo
Castigo de escolhas perdidas
Escolhas mal resolvidas, tensões
No aperto que falta ao abraço
Lépido que foge metropolitano
Entre as vias do noturno olhar
Esfaimado coração latino
Vejo tuas coxas seminuas
Mas não posso tocá-las agora
Outras são aquelas que permites
E nessa fome imposta aos limites
Náufrago do dia anterior
No espelho em ruína
Sobram dores aos joelhos.

Castiguei a mão pela palavra maldita!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 11/09/2005
Código do texto: T49421
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:00)
Peixão