Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falsa poetisa


Chamaram-me de falsa poetisa!
- Só sabes chorar tuas dores, tuas desilusões.
Só pensas em ti mesma,
Enquanto o mundo se rompe em aflições .
Não cantas as desventuras de mais ninguém!

Respondi incontinenti:
Não percebem que sou uma de vocês?
Que meus infortúnios são os mesmos seus?
Que minhas lágrimas são iguais as de todos?

Nossa essência é a mesma
Somos filhos de um mesmo Deus.
E, quando um desses filhos canta ou chora,
Está expressando o mesmo sentimento
Que existe em outros milhares de corações.
Só há uma diferença:
Ter escrito o que sentia numa folha de papel
Que qualquer um pode ler,
Enquanto a maioria sofre no anonimato.
Flor de maçã
Enviado por Flor de maçã em 11/09/2005
Código do texto: T49598

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flor de maçã
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
58 textos (7139 leituras)
3 e-livros (246 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:11)
Flor de maçã