Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gaiola do Tempo


 


 

Não é  ópio de fantasia
Não é lirismo da poesia
É o beijo sensual da magia
que rasga a virgindade do dia

 

 

Estupra a castidade da alma
Faz o destino mudar!
Rompe a gaiola do tempo
Deixa a infelicidade voar

 

Das trevas o ser vai libertar
No oceano as dores  afogar
Com o canto da sereia se inebriar
no porto da alegria ancorar

 

Na fonte da desilusão não mais  chorar
A realidade vai tecer e bordar
Com a luxúria dos versos
noites de amores excitar

 

 

Com o kamasutra da vida
o coração vai ensinar a amar
De  verde a tristeza   pintar
Com flores eróticas os caminhos
dos desejos vai perfumar

 

Para o calabouço da solidão
nunca mais  voltar
No umbigo do mundo
os versos soturnos  enterrar

 

Cansou do triste poetar!
Da vil sina de um poeta vulgar!
No Panteon da felicidade
uma nova vida  engravidar!

 

 

 

 

09/01/2005 - 2:10

 

 



Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 11/09/2005
Código do texto: T49664
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:37)
Zena Maciel