Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR REAL

DOR REAL
para Marcelo Yuka

O estrondo poderoso
Que eu ouvi
Não era o ronco do trovão

Eram balas de revolver
Vindo em minha direção

Eu que sempre vi
De perto a dor

Meu peito recheado
De amor e crítica
Meus olhos lente aberta
Para a crônica social
Parados momentaneamente
Por tiros de canhão
Disparados anteontem
Pela desigualdade social

Eu que sempre vi
De perto a dor

Parado paralisado
Em estado de choque
Parado paralisado
Com dor e ensangüentado
Ao lado de cacos de vidro quebrado
Momentaneamente calado

Eu que sempre vi
de perto a dor

Sylvio Neto
Enviado por Sylvio Neto em 12/09/2005
Código do texto: T49708
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sylvio Neto
Belford Roxo - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
73 textos (11985 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:23)
Sylvio Neto