Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As Ruas Que Eu Ando

Ruas perigosas
E pedregosas
Pelas quais sempre ando
Pensando e imaginando
Delirando e sonhando.

Ruas escuras
E noturnas
Que me levam a um beco
Estreito e em seu fim
Há um muro imperfeito.

Ruas desertas
E incertas
Quanto ao seu caminho
Eu que ando sozinho
Por esse asfalto quente
Não me importo o que vem pela frente
Se a rua é de terra
Se a rua me leva até a serra
Se a rua é de asfalto
Que me leva até o planalto
Se a rua é proibida
Perdida, escondida
Se ela tem luz
Se ela é escura
Não importa
Porque será nela
Em que vou caminhar.

11/02/03
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 12/09/2005
Código do texto: T49961
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42676 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:31)
Miguel Rodrigues