Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOS MEUS CACHOS NÃO ABDICO

Os cachos dos meus cabelos
abrigam, algumas vezes,
os rolos dos sentimentos.
Caraminholas, revezes,
idéias brilhantes ,
outras tantas de jerico,
mas dos meus cachos,
despenteados, bagunçados,
e minhas idéias iguais,
lamento:
Não abdico.
Se é fashion cabelo liso,
que os tenha quem quiser,
mas meus cachos e eu,
é tudo uma coisa só,
não largo nem se morrer.
Meus cachos são o retrato
mais fiel, mais perfeito,
deste ser cheio de rolos,
doce quando quer
e outras vezes de mau jeito.
As idéias doidas,
as raivas desaforadas,
os sentimentos revoltos,
tudo passa.
Eu fico.
Não abro mão dos meus cachos.
De mim, não abdico.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 13/09/2005
Código do texto: T50085

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154014 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)
Débora Denadai