Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Canto que Canto


POESIA, CANTO, PAIXÃO - II


Nadir Silveira Dias


A poesia que leio,
De autoria alheia,
Bonita, lindaça,
Ou aquela singela,
Que crio, que faço,
Me faz reviver.
Andanças, lembranças
Que tudo rebrota
E faz voltar a te ver.

E assim que te vejo,
Com Lua ou com Sol,
Ao vento, em qualquer lugar,
Noite chegando, alvorecer,
O canto que canto
Me faz renascer.

Cantando, te olhando,
Alegre te vejo, contente,
Sorrindo pra mim.
Às vezes não lembro
A letra que nos faz sonhar.
Então, o assobio revela
O que não sei cantar.

E tudo isso compõe
O amor, a paixão
Que tenho pela vida,
Pelos demais irmãos,
Por ti, pelo nosso chão!

Do livro Rastros do Sentir, Porto Alegre, 1997

Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 14/09/2005
Reeditado em 06/11/2005
Código do texto: T50280
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153808 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:47)
Nadir Silveira Dias