Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0110 - Gritos





Não importa onde estou,
de tempos em tempos,
preciso que os gritos saiam,
minha alma está inquieta.



Quando meu corpo fica triste,
sinto-me nu, completamente,
as dores vêem à flor da pele,
os sentimentos vão além.



Muitas vezes queria calar meus sonhos,
meu amor é como se o fosse,
não adianta querer fugir,
você está em mim para sempre.



Meus delírios têm seu corpo,
os seio livre dentro da blusa,
as pernas que provocam ao sentar,
reações se mostram no meu corpo.



Preciso me livrar ou ir pra você,
não agüento mais só falar deste amor,
quero hoje estar junto, agora,
tenho que perder a voz em um longo beijo.



23/12/2004

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/02/2005
Código do texto: T5049
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116055 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 22:57)
Caio Lucas