Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0111 - Sonhos e neuras





Ouço passos de amor em mim,
na boca um sorriso imperceptível,
as mãos inconseqüentes vão à procura,
na boca, os beijos, quase todos fictícios.



Sinto que está por perto, junto demais,
até sinto seu perfume um pouco adocicado,
vem a noite, mais uma vez ela não veio,
se a encontrar, prenderei forte nos braços.



Se fosse louca, louco como é meu amor,
deixaria as linhas, os tratos, as convenções,
correria para junto, esconderia aqui,
tingiria a alma de vermelho, o forte da paixão.
 
Somos flores, antes, sementes, caules, folhas,
somos olhos antes do gosto, o amor depois...
Amor é para sempre que sonhamos com amor,
até quando nossos corações trocarem segredos.



23/12/2004

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/02/2005
Código do texto: T5050
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:17)
Caio Lucas