Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRESLOUCADO POETA

Aonde chegarei
com estes versos descabidos
Que não me garantem o sustento
E muito menos o ciso?
Será que isso faz sentido?
Que posso dizer eu?
Sou poeta, louco desmedido,
incompreendido por meu tempo e meus amigos.
Só o papel me traz conforto...
Termos confusos, alívio súbito.
Alguns dizem que
sou chegado a um devaneio,
mas não compreendem o fato:
o poema é um parto,
doa a quem doer.
Joyce Amorim
Enviado por Joyce Amorim em 15/09/2005
Reeditado em 07/05/2006
Código do texto: T50739
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joyce Amorim
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
141 textos (15411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:33)
Joyce Amorim